sábado, 9 de agosto de 2008

Ah, as Olimpíadas!


Ano olímpico, mês olímpico, dia olímpico, hora olímpica. Enfim, deu-se inicio as Olímpiadas na China. O maior evento esportivo do planeta, que atrai atenções dos quatro cantos do mundo. Organização quase perfeita, apenas um ou outro pequeno entrave que não desabrilhantou, pelo menos até agora, o evento. Criatividade elevadíssima. Tudo indo as mil maravilhas. O que mais me chama a atenção em época de Olimpíadas, como também em ano de Copa do Mundo, não são apenas os atletas. Ah, a beleza escultural das obras? Não. A união de vários povos em torno do "Espírito Olímpico"? Também não. Temos pontos a observar e comentar. É evidente a beleza das obras em Pequim, a Vila Olímpica pode ser tomada como exemplo, não podemos ignorar isso. Porém, também ocorreram fatos lastimáveis em relação às tais obras monumentais. Por exemplo, várias famílias foram despejadas de suas casas para a construção de prédios e ginásios olímpicos. Protestos foram realizados, é claro, mas sem nenhuma consequência maior. Como é de costume do reacionário governo chines, as manifestações foram controladas sem maiores repercussões. Mas as Olimpíadas servem para unir os povos ao menos, não é? Pode até ser que sim. Mas, não foi o que ocorreu no caso sempre complicado das duas Coréias, que entraram e contabilizaram medalhas juntas em Atenas. Dessa vez, aconteceram problemas e as duas voltaram a se separar "olimpicamente". Também foi bastante perceptível, só não tomou conhecimento quem não viu sequer um noticiário durante o ano, as complicações e protestos sobre a emancipação do Tibet. Em vários locais do planeta, enquanto a tocha olímpica era conduzida pelos atletas de diversos países, manifestações foram efetuadas por adeptos Tibetanos.
É interressante também vermos como o evento ocupa bastante tempo na grade de programação da maioria dos canais abertos. Não apenas no transcorrer dos jogos, mas também nos notíciários. E como, de certa forma, deixa em segundo plano outros acontecimentos, muitas vezes relevantes.
É a chamada "Alienação Olímpica". Todos durante os jogos olímpicos ficam secos para apurar o que ocorre no país sede. É usada como uma maneira de satisfação nacional. Por exemplo, alguém mais comentou sobre o caso Daniel Dantas da abertura pra cá? Ou sobre o andamento das eleições presidenciais norte-americanas? Ou mesmo de nossas eleições municipais? Até que sim, mas não com a ênfase que se deveria. Outro aspecto que vale se salientar é o aparecimento repentino de um patriotismo muitas vezes exacerbado. Vamos lá, Brasil! Não que ache errado torcer por seu país, mas falo em relação a não existência desse sentimento por parte de muitos no período pré-olímpico e pós-olímpico. Ah, se fosse assim o tempo todo...
Antes que me perguntem, não sou contra as Olimpíadas. Nem sou contra o esporte. Adoro esporte. E gosto dela também. Só acho que algumas coisas devem ser ditas. Enfim, viva as Olimpíadas!

14 comentários:

Gabriela Lapa disse...

Eu concordo com o seu ponto de vista: é uma pena que as pessoas usem os jogos olímpicos pra fugir da realidade. O texto ficou muito bom =D. Agora deixe de ser modesto e assuma nesse perfil que você escreve bem, rsrsrsrs.
Viva as Olimpíadas!

luiza disse...

Viva as Olimpíadas!

Viviane disse...

Ah tosco, como se eu fosse acordar 6h da manhã pra ver algum jogo. :x
Mas enfim, viva as olimpíadas e suas notícias que ocupam todos os jornais =D

Milton disse...

Texto bem redigido, analisando com louvor os fatos presentes no período olímpico exteriores à esfera esportiva.

Você é foda =D

Keo Magalhães disse...

Tudo nessas 2 semanas vão girar em torno das Olimpíadas.
Assistindo aos Jornais da Tv aberta, quase 80% da programação só falam delas...
Isso mostra o poder que esse evento tem sobre as pessoas...

Viu hj? O chineizinho que matou o técnico da seleção de Vôlei dos EUA...qual será o motivo, hein? rsrs

Só esqueceu de comentar da presença dos Excelentíssimos Senhores presidentes ou chefes de estado na abertura dos jogos!

Viva as Olimpíadas, Sr. Modesto! :)
rsrs

Lucas disse...

Queria que as dispustas ficassem restritas ao mundo esportivo, mas acho que Russos e Gerogianos naum pensam assim =?

Camila disse...

Sim, meu caro jornaleiro, viva as olimpíadas! Com os prós e contras, mas viva! Até porque, se começarem a cancelar esses eventos esportivos, a copa também seria cancelada, e não teríamos álbuns pra colecionar, daí! :X

Ótimo texto, Marceeeeeeeeel!

Yzza disse...

Não sou fã das Olimpíadas. E acho que brasileiro só sabe dizer que é brasileiro com orgulho quando o país ganha algum jogo de futebol ou medalha olímpica. Fico puta. :D

allan_albuquerque disse...

Clareza, sutileza e vivacidade. Um único fator, porém, me chamou a atenção de maneira negativa: foto feia, eca!
A propósito, muito bom o texto, parabéns.

vinicius_leao1 disse...

pois é, ta tendo guerra na georgia e na rússia e ninguem está nem ai, o que mais se fala justamente é sobre a georgia nas olimpíadas com a guerra rolando e não com a guerra simplesmente. mas é assim mesmo, só e somente só na época de olimpíadas falar sobre a paz da mais audiência do que falar sobre guerras e corrupção. daí vc ve a importância olímpica. portanto, viva as olimíadas!

bom texto.

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos) disse...

Eu gosto das Olimpíadas, ñ vou mentir. Mas concordo, eventos como esse abafam coisas mais importantes, coisas q devem ser gritadas. Mas devo dizer q prefiro isso q mais uma musa de ñ sei das quantas, tipo, tem escandalo político no Brasil? Ah, vamos procurar uma mulher q seja bonita, pra virar musa desse escandalo, pelo menos ñ fica monôtono de ver... aff, esse povo viu?

Natália Souza disse...

Gostei que só daqui :}
E eu deveria estar nas olipiadas pelo basquete, mas sabe como é né, enjoei e tal
asuhsiuhsuihsuih

bem vindo MARCEEEEL

:*:*

marcospeixoto42 disse...

Muito bom Marcel. Vc realmente me surpreende a cada dia com seu talento na redação e mais importante ainda, na visão não esteriotipada do fato. Parabéns garoto.
MARCOS PEIXOTO

lucasleiteramalho disse...

Aula de filosofia, a professora falando das diferenças culturais e economicas de cada país. Estavamos na época de Olimpiadas. Chega a professora de filosofia e pergunta ao nosso grupo: qual a diferença do Brasil pro Canadá. Marcel responde: É pq o Brasil tá na frente do Canadá no quadro de medalhas...kkkkkkkkkkkkkkkk.. esqueço nunca disso! Fiquei com pena da professora