sábado, 4 de outubro de 2008

E as cortinas se cerram




Abrem-se as cortinas e dá-se início ao espetáculo. O elenco está completo. O protagonista presente, como não poderia faltar. Não há pícaro. Ou talvez haja, ainda não se sabe. Desenrola-se, então, a controversa fábula em um cenário nem sempre fictício e repleto de quiprocós intrigantes. O protagonista atua com fervor, ansiando por aplausos do público. Aplausos que muitas vezes não condizem com o merecimento de quem os clama. Enredo enfadonho. É uma tragédia. A luta contra o destino traçado nas tortas linhas do script se faz bastante nítida. Luta sem êxito algum. O engodo da história envolve o protagonista. Não há espcapatória. Há dias em que o ator não sobe ao palco para sorrir. Figurantes vem e vão. Coadjuvantes se fazem necessários. Eis que surge o pícaro, já se pode notá-lo. Está onde menos se espera, talvez. Um Macunaíma subentendido nas entrelinhas das atuações. Chegamos ao clímax do drama, ao ápice da parábola descrita no espetáculo. O protagonista segue à risca o roteiro, mesmo contrariado. A conformidade necessária. Atuação digna de troféu em Broadway, mas não fora condecorado com o prêmio. Foi dado a outro. O fim da trama se anuncia. E sem um final feliz aparente. As cortinas, então, se cerram. O palco se esvazia, o espetáculo acabou. Um silêncio ensurdecedor toma o ambiente. Por hora, espera-se. O show tem que continuar.

9 comentários:

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos) disse...

...baseado em uma história real, a companhia de teatro Causos Infames, tem o orgulho de apresentar: "Você em uma corda bamba e maçante". Enquanto nós não tivermos coragem de atuar não só (ou não mais) em grandes teatros, seremos vítimas de um enredo monotono.

Parabéns pelo texto

Viviane disse...

Texto bem escrito, tosco³.
O show eu não sei, mas pelo menos o blog tem que continuar :)

Sarinha disse...

e eu bem que disse que vc deveria postar! :D
kkkkkkkk

como já tinha dito... gostei do texto! ;D

Gabriela Lapa disse...

não precido dizer nada, né. sou fã dos seus textos!

Lívia Vasconcelos disse...

sempre.ou não.vai saber.

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos), BHB (para Aline Lemos) disse...

tem um meme pra tu no meu blog. Eu sei q é meio chatinho, mas era por uma amiga. Abraço!

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos), BHB (para Aline Lemos) disse...

vim te perturbar mais uma vez: tem dois selos lá no meu blog pra vc!!!

Ludmila disse...

"Um Macunaíma subentendido nas entrelinhas das atuações."

Apelããão! Ler Macunaíma e citar! Culto! Vou me aposentar... Juro!

Cinema Macadâmia disse...

e é assim que tem que ser!