domingo, 21 de junho de 2009

Hora de Partir

Me acomodei em teu peito
No mais seguro leito
Tão carinhoso e doce.
Estava lá. Por mais cruel que fosse.

Tentei por vezes sair.
Juro, esforço eu fiz.
Só que não me deixavas.
Não te culpo, também não quis.

Hoje, percebi.
Que não devo mais
Um coração iludir
Vou ancorar em outro cais.

E assim libertar
Quem só me fez bem
Agora, devo ir.
É hora de partir.

6 comentários:

Brunadovinil disse...

Puxa que lindo

:]

Adorei, parabéns!

Nelson disse...

a primeira estrofe explica tudo.

por que é tão difícil sair?
porque por mais ruim q seja é bom.

Puro rumor disse...

Pois é.. as coisas universais da vida...


Ficou massa.

Flw!

crap disse...

ancore em outros cais, visite novas terras, porque o mundo é muito mais do que uma ilha que nos deixa sobreviver.

Ana Clara disse...

muito lindo o texto!
nem sabia que vc tinha blog...to te seguindo =*

Larissa disse...

É mesmo a hora de ir.